Review Quantum Sky

730x250

Vale a pena comprar o Quantum Sky? Genuinamente brasileiro, o celular foi lançado em setembro e é fabricado por uma empresa pertencente ao grupo da Positivo (aquela dos PCs). O smartphone tem ficha técnica avançada, com memória RAM de 4 GB e bateria robusta, de 4.100 mAh. O grande destaque vai para câmera frontal, competente ao registrar selfies em 16 megapixels – com direito a diversos recursos para melhorar os autorretratos.

Com preço competitivo, as especificações do novo modelo da Quantum prometem bater de frente com marcas populares, como a Motorola e seu Moto Z2 Play e Asus, com o Zenfone 3. Para ver se o smartphone cumpre tudo o que promete, o TechTudo testou o Quantum Sky por um mês. Você descobre o resultado nas linhas a seguir.

Quantum Sky é o novo celular da Quantum com foco em selfies (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum Sky é o novo celular da Quantum com foco em selfies (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Primeiras impressões do LG Q6: celular aposta em tela com bordas mínimas

Design

O Quantum Sky mantém o visual elegante adotado em outros modelos da marca, como o Quantum MUV UP. No entanto, a primeira impressão ergonômica do Sky não foi das melhores. A junção da tela com o corpo do smartphone poderia ser mais delicada, mas a fabricante optou por um acabamento que deixa as bordas do display saltadas. Como trata-se de uma tela não curva, como a do Galaxy S8, o incômodo inicial foi inevitável.

Tela do Quantum Sky tem bordas saltadas (Foto: Ana Marques/TechTudo)Tela do Quantum Sky tem bordas saltadas (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Com o passar do tempo, porém, essa sensação foi diminuindo. Além disso, o produto acompanha uma capa de silicone transparente que melhora bastante a pegada ao nivelar a diferença entre a tela e o corpo do celular. 

Quantum Sky vem com capa de silicone transparente (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum Sky vem com capa de silicone transparente (Foto: Ana Marques/TechTudo)

O acabamento é de alumínio e a bateria não é removível. Na lateral direita há os botões de volume e liga/desliga. A saída de áudio fica na parte inferior do aparelho, onde também foi posicionada a porta micro USB. A entrada para fones de ouvido, no padrão 3,5 mm (P2), fica na parte de cima.

A frente do celular traz um único botão físico (home/início), que abriga o sensor de digitais. Para usuários que preferem modelos menores, uma má notícia: o Sky é um celular grande, que raramente cabe em bolsos sem ficar com alguma parte para fora. As dimensões são: 154,5 x 76,5 x 8,3 mm, e o peso é de 182 g. 

Corpo do Quantum Sky é feito em metal (alumínio) (Foto: Ana Marques/TechTudo)Corpo do Quantum Sky é feito em metal (alumínio) (Foto: Ana Marques/TechTudo)
Quantum Sky tem tela de 5,5'' Full HD (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum Sky tem tela de 5,5” Full HD (Foto: Ana Marques/TechTudo)
saiba mais

A Quantum emprega neste telefone a proteção contra riscos Gorilla Glass 3. Ainda assim, a tela tela sofreu alguns arranhões com o uso diário. Isso pode ser evitado com o uso da película protetora que vem na caixa. Em todo caso, para pessoas que não gostam de usar esse tipo de proteção, vale redobrar o cuidado ao guardar o telefone na bolsa ou no bolso.

Uma boa surpresa aconteceu após uma queda acidental da altura de cerca de 1,20 metro com a tela virada para baixo: o display manteve-se intacto, sem rachaduras.

Outro ponto de destaque é o vidro 2.5D na parte frontal. A técnica de construção se popularizou com o iPhone 6 e contribui para um design mais premium, uma vez que simula o aspecto arredondado nas bordas.

Vale a pena comprar um celular Quantum? Descubra no Fórum do TechTudo.

Bordas da tela do Quantum Sky são arredondas devido ao vidro 2.5D (Foto: Ana Marques/TechTudo)Bordas da tela do Quantum Sky são arredondas devido ao vidro 2.5D (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Câmera

A câmera principal de 13 megapixels surpreende pelo foco rápido e pelas cores fiéis, desde que haja intensa iluminação natural. Em lugares claros, vale ficar atento à superexposição das imagens. Em dias nublados, por exemplo, quando tons cinzas predominam no céu, a câmera pode apresentar saturação devido à grande entrada de luz em conjunto com tons mais claros.

A abertura de lente é f/2.0, que fica atrás do Moto Z2 Play com sua abertura maior de f/1.7, e não se sai muito bem em ambientes mais escuros.

Veja algumas fotos feitas com a câmera traseira do Quantum Sky.

Foto tirada com o Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)Foto tirada com o Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)
Foto tirada com o Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)Foto tirada com a câmera traseira do Quantum Sky mostra superexposição no céu (Foto: Ana Marques/TechTudo)
Foto tirada com o Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)Foto tirada com a câmera traseira Quantum Sky durante o dia (Foto: Ana Marques/TechTudo)

A câmera frontal do telefone é o grande destaque do modelo. São 16 megapixels com flash físico. A abertura de lente também é f/2.0 e há o modo de embelezamento facial, que permite afinar o rosto, aumentar os olhos e diminuir linhas de expressão e remover imperfeições da pele.

Ao usar esse recurso, a câmera tende a deixar as imagens mais claras. Então, novamente, é necessário ter cuidado com imagens superexpostas. Para evitar que isso ocorra, toque sobre uma parte mais escura da foto, e o celular fará o ajuste automático para equilibrar o brilho.

Abaixo, veja fotos tiradas com a câmera frontal durante a noite e na luz do dia.

Foto tirada com a câmera frontal do Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)Fotos tiradas com a câmera frontal do Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Desempenho

O Quantum Sky tem processador octa-core de 2 GHz (MediaTek MT6755), que trabalha em conjunto com memória RAM de 4 GB para rodar o Android 7, que vem de fábrica no celular.

Olhando apenas para os números, era de se esperar que o celular tivesse um desempenho livre de travamentos. Na prática, o sistema adaptado pela Quantum se mostrou fluido. Porém, alguns problemas com desligamentos repentinos encontrados em outro modelo da fabricante – o MUV UP – permanecem neste produto.

Menu de aplicativos do Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)Menu de aplicativos do Quantum Sky (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Apps populares, como Facebook e Instagram, fecharam sozinhos algumas vezes – geralmente ao tentar publicar uma imagem pesada ou executar diversos programas ao mesmo tempo.

Em termos de armazenamento, o usuário tem 64 GB para guardar seus apps, fotos e outros arquivos, com possibilidade de expansão via microSD de até 256 GB.

Sistema

O Quantum Sky chega com o Android 7 Nougat de fábrica. A interface do celular tem poucas modificações e lembra o Android “quase puro” da Motorola. Isso tende a ser um fator importante na hora de receber atualizações, uma vez que dispositivos com o sistema mais customizado geralmente demoram mais a receber updates.

Bateria

A bateria do Quantum Sky permite que o usuário passe o dia todo longe de tomadas. O componente tem capacidade para até 4.100 mAh e sistema de carregamento rápido que promete 50% de carga em apenas 30 minutos. Ela é realmente é eficaz: foram precisamente 32 minutos para que o celular saísse do 0% e atingisse 50% da bateria.

Em nossos testes, a duração da bateria (de 100% a 0%) foi de 17 horas e 30 minutos, com uso moderado dos apps Facebook e Instagram, câmera e navegação na web, alternando entre redes 3G, 4G e Wi-Fi.

Quantum Sky é recarregado via porta micro USB (Foto: Ana Marques/TechTudo)Quantum Sky é recarregado via porta micro USB (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Preço e custo-benefício

Apesar de lançado para concorrer com o Moto Z2 Play (2017) e Zenfone 3 (2016), celulares avançados, o Quantum Sky chega ao mercado com preço atraente: R$ 1.349 – valor na faixa de modelos com especificações inferiores, como o Moto G5S e o Moto G5S Plus. Isso dá uma vantagem para o smartphone brasileiro em termos de custo-benefício.

No geral, trata-se de um telefone bonito e ideal para sua proposta principal: tirar selfies incríveis. O problema fica por conta dos bugs recorrentes em determinados apps – o que, no entanto, não acontece a todo tempo.

Se você procura um celular que tire boas fotos e tenha bateria para o dia inteiro, o Quantum Sky é uma boa opção por um preço em conta.

Ficha técnica do Quantum Sky

– Tela: 5,5 polegadas
– Resolução: 1920 x 1080 pixels
– Processador: octa-core de até 2 GHz (MediaTek MT6755)
– Memória RAM: 4 GB
– Memória interna: 64 GB; microSD de até 256 GB
– Câmera: 13 megapixels (traseira); 16MP (frontal)
– Bateria: 4.010 mAh
– Tamanho: 154,5 x 76,5 x 8,3 mm
– Peso: 182 g
– Preço sugerido: R$ 1.349

Tabela de especificações do Quantum Sky (Foto: Arte/TechTudo)Tabela de especificações do Quantum Sky (Foto: Arte/TechTudo)

Techtudo

COMPARTILHAR