Review Galaxy J5 Prime

730x250

O Galaxy J5 Prime é o celular intermediário da Samsung, com lançamento no Brasil em junho pelo preço de R$ 999. Quatro meses depois, ele já é encontrado com desconto, por cerca de R$ 700 à vista. A fabricante promete um bom smartphone por um bom valor, que se destaca em três características: câmera, desempenho e design, mantendo o preço acessível.

O telefone concorre com aparelhos desse segmento, como o Moto G5, Moto G5 Plus, LG K10 Power e o brasileiro Quantum GO2. O TechTudo testou o J5 Prime, veja a seguir se vale a pena comprar o telefone.

Galaxy J5: as semelhanças e diferenças entre modelos Metal, Prime e Pro

Design em metal

As fabricantes de celulares estão investindo em design premium para os aparelhos intermediários – e com o Galaxy J5 Prime não é diferente. O telefone chama atenção pela beleza e pelo acabamento em metal. Conforme noticiado pelo TechTudo na época do lançamento do telefone, seu design é semelhante ao do Galaxy J7 Prime, lançado em 2016. O smartphone da Samsung está disponível nas cores preto, dourado e rosa (esses dois últimos possuem a parte frontal na cor branca).

Em relação ao tamanho, suas dimensões são de 142,8 x 69,5 x 8,1 mm, com peso de 143 gramas. O smartphone cabe no bolso, é leve e fino. Isso significa que o aparelho tem uma pegada confortável. Vale ressaltar que o telefone tem corpo unibody, devido à construção em metal. Ou seja, sua bateria não é removível. Durante o período de testes, o celular também se mostrou resistente e não apresentou arranhões ou danos em sua aparência.

Galaxy J5 Prime (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy J5 Prime tem design em metal (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Na parte da frente estão o botão Home, que também funciona como leitor de impressões digitais, os botões capacitivos, o sensor de proximidade e a câmera frontal, com flash. Na parte traseira ficam apenas a câmera principal e o flash. Um detalhe é que, nesta geração do aparelho, a câmera não tem aquela protuberância que a deixava sobressaltada.

Já na lateral esquerda, estão os botões de volume, enquanto na direita, fica o botão liga/desliga. Ainda na lateral direita, está o alto falante, diferente de outros modelos, que costumam colocá-lo na parte traseira. Seu posicionamento é bom quando o celular está apoiado em alguma superfície, mas está reproduzindo músicas. Assim, o áudio não sai abafado. No entanto, o áudio do J5 Prime é baixo e pode não ser eficiente em locais barulhentos.

Tela de 5 polegadas

O J5 Prime tem tela de 5 polegadas, com resolução apenas HD (1280 x 720 pixels), que gera uma densidade de tela de 294 pixels por polegada. O display utiliza tecnologia PLS TFT LCD e é confortável para visualizar vídeos e para uso de apps de redes sociais. No entanto, a Samsung insiste em colocar tela apenas HD em seus celulares intermediários, enquanto concorrentes, como a Motorola, oferecem pelo menos Full HD.

Galaxy J5 Prime (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy J5 Prime possui tela com resolução HD (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

A tela é satisfatória para ver conteúdos em locais fechados. Em lugares abertos, com grande incidência de luz, principalmente, solar, o brilho é baixo e a visualização fica comprometida. Outro problema do display do smartphone está na definição das cores. Quando no brilho máximo, as cores parecem perder o tom original, ficam um pouco apagadas. Um exemplo é o fundo preto do Spotify, que fica com um tom mais acinzentado.

Um ponto positivo é que a tela não reflete muito. O touch do celular é bom e responde a todos os comandos com precisão. O diplay fica sujo facilmente, mas isso não atrapalha a resposta ao toque. Outra vantagem é que, durante os testes, o painel se mostrou bastante resistente e não ficou arranhado. Se você não for muito exigente com a tela do smartphone, não deve ter problemas com o Galaxy J5.

Galaxy J5 Prime (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Câmera frontal do Galaxy J5 Prime tem 5 MP (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Câmera de 13 megapixels

O Galaxy J5 Prime possui câmera traseira de 13 megapixels, com lente de abertura f/1.9, que permite boa entrada de luz no sensor, resultando em fotos mais claras. O celular ainda grava em Full HD a 30 frames por segundo. Já na parte frontal, temos uma câmera de selfie de 5 MP, com flash LED e abertura f/2.2, e gravação em Full HD.

Em condições adequadas de iluminação, principalmente sob a luz natural, ambas as câmeras têm ótimo desempenho. O celular surpreende por produzir fotos claras, com cores bem definidas, foco preciso e sem borrões. No entanto, o cenário muda quando usamos a câmera em locais fechados ou com iluminação artificial.

Galaxy J5 Prime (Foto: Aline Batista/TechTudo)Foto feita durante o dia com o Galaxy J5 Prime (Foto: Aline Batista/TechTudo)

Nesse caso, o resultado já não é tão bom. As fotos podem apresentar desequilíbrio nas cores, além de ficarem tremidas com mais facilidade. O flash ajuda a conseguir resultados mais precisos em locais fechados, mas as imagens ficam longe do ideal. Já em ambientes escuros, mas com muitas fontes de luz, como shows, as fotos ficam pouco nítidas e podem ficar estouradas.

Foto noturna feita com o Galaxy J5 Prime (Foto: Aline Batista/TechTudo)Foto noturna feita com o Galaxy J5 Prime (Foto: Aline Batista/TechTudo)

Um ponto positivo é que a câmera de selfies do J5 Prime, assim como a do antecessor J5 Metal, possui flash LED. Além disso, o celular utiliza outra fonte de iluminação: a luz da própria tela. O recurso é muito bem-vindo, pois consegue fotos mais claras e com melhor definição em ambientes fechados, mas deve ser usado com moderação. As fotos ficam superexpostas facilmente e as pessoas na selfie podem sair com o rosto meio pálido. Além disso, a luz do flash é bastante indiscreta, já que fica acesa sempre que o flash está ativo, ao contrário de outros celulares em que o flash só dispara na hora de capturar a foto.

À esquerda, selfie frontal com flash feita pelo Galaxy J5 Metal. À direita, selfie feita à luz do dia (Foto: Aline Batista/TechTudo)À esquerda, selfie frontal com flash feita pelo Galaxy J5 Metal. À direita, selfie feita à luz do dia (Foto: Aline Batista/TechTudo)

Uma vantagem do J5 são os modos de captura que o celular oferece. É possível escolher entre: automático, pro (modo profissional que permite controlar manualmente os parâmetros da câmera), panorama, foto sequência, HDR, noturno, embelezar rosto (para uniformizar o tom da pele, afinar o rosto e aumentar o tamanho dos olhos), esportes e som e foto. Assim, o usuário pode explorar as opções para conseguir melhores resultados de acordo com a situação em que se encontra.

As gravações de vídeo não são espetaculares, mas o smartphone apresenta um resultado agradável, especialmente, para visualização na tela pequena do próprio celular. O principal problema é que o estabilizador não é muito eficiente, o que colabora para deixar os vídeos tremidos e sem foco.

Galaxy J5 Prime (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Parte traseira do Galaxy J5 Prime (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Desempenho do Android

Esse é o principal item ao analisar um celular, já que todos os usuários querem um aparelho com bom desempenho. Nesse ponto, o Galaxy J5 Prime é razoável. O smartphone não é super veloz na execução de tarefas, mas também não deixa a desejar. O principal problema é que ele vem com processador fabricado pela própria Samsung de apenas quad-core de até 1,4 GHz e memória RAM de 2 GB. Essas configurações são muito básicas para os padrões atuais e o telefone tende a ficar defasado mais rápido.

Durante os testes, o J5 Prime foi mediano. O smartphone apresentou dois travamentos no Instagram, um no Facebook e um em um aplicativo de loja online. Nesses casos, o telefone pediu para fechar o app, como é possível ver nos prints abaixo. Além disso, em outras situações, o celular demorou para responder aos comandos, ficando com uma tela preta até executar a ação.

Travamentos no Galaxy J5 Prime (Foto: Reprodução/Aline Batista)Travamentos no Galaxy J5 Prime (Foto: Reprodução/Aline Batista)

Já o armazenamento é, sem dúvidas, um ponto forte do J5. Enquanto a versão internacional do aparelho tem 16 GB internos, a variante brasileira possui 32 GB. Na época do lançamento, a Samsung destacou a essa configuração como algo pensado para o consumidor brasileiro, que usa muito WhatsApp, Facebook e armazenamento de fotos e vídeos. Além disso, o celular aceita cartão microSD de até 256 GB. Ou seja, falta de espaço para armazenar aplicativos e arquivos não deve ser um problema para o dono do J5.

O celular roda Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional e tem a interface TouchWiz, da Samsung. A versão já está um pouco atrasada, visto que o Google já começou a liberar o Android 8.0 Oreo. Não há previsão de atualização para a versão 7.0 Nougat da plataforma, o que é um ponto negativo.

Galaxy J5 Prime (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Galaxy J5 Prime tem bateria de 2.400 mAh (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

A bateria é um dos pontos positivos do Galaxy J5 Prime. O celular tem apenas 2.400 mAh, mas esse número é suficiente para garantir um dia e meio de uso moderado, com acesso a redes sociais e aplicativos de streaming de música e vídeos. O fato de a bateria durar tanto tempo pode se dever à tela HD e ao processador quad-core, que acabam exigindo menos do componente. O ponto negativo da bateria é a falta de carregamento rápido. O celular leva cerca de duas horas e meia para atingir 100% de carga.

O leitor de impressões digitais virou característica obrigatória até mesmo em smartphones intermediários, com fabricantes vêm investindo na tecnologia e os consumidores fazem questão de ter essa segurança a mais no desbloqueio de tela. Com o Galaxy J5 Prime não é diferente, o modelo possui sensor de digitais integrado ao botão Home. No entanto, ao contrário da Motorola, a Samsung não acrescenta outras funções ao botão, nem mesmo a de bloqueio de tela. É possível cadastrar até três digitais diferentes para desbloquear o aparelho.

Galaxy J5 Prime (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy J5 Prime tem preço de R$ 999 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Resumo da ópera: vale a pena comprar o Galaxy J5 Prime?

O Galaxy J5 Prime chegou ao Brasil custando R$ 999. No entanto, três meses após seu lançamento, o aparelho já pode ser encontrado por cerca de R$ 700 reais em lojas online. Vale considerar que nessa faixa de preço estão os modelos mais básicos, o que pode fazer a compra valer a pena.

Apesar de não ter nenhuma característica excepcional, o telefone possui um bom conjunto e se enquadra dentro do que seus concorrentes oferecem. Por isso, o smartphone tem tudo para manter o posto de queridinho do Brasil, ocupado por seu antecessor, líder em sites de busca. Portanto, se você procura um celular intermediário com um bom preço, câmera legal e desempenho mediano, pode apostar no J5 Prime.

Especificações   Galaxy J5 Prime
 Data de lançamento  Junho/2017
 Preço de lançamento  R$ 999
 Preço atual  Por volta de R$ 700
 Tamanho da tela  5 polegadas
 Resolução da tela  HD (1280 x 720 pixels)
 Processador   Quad-core de até 1,4 GHz
 Memória RAM   2 GB
 Armazenamento  32 GB
 MicroSD  Sim – até 256 GB
 Sistema operacional  Android 6.0 Marshmallow
 Câmera traseira  13 MP
 Câmera frontal  5 MP
 Sensores  Acelerômetro, sensor de impressão digital, sensor de proximidade
 Dimensões e peso  142,8 x 69,5 x 8,1 mm; 143 g
 Cores Preto, dourado e rosa 

Qual é o melhor celular intermediário? Opine no Fórum do TechTudo.

saiba mais

 

Techtudo

COMPARTILHAR