Paraense corre para as Olimpíadas

730x250
Danilo Pimentel treina visando as Olimpíadas 2
Danilo Pimentel treina visando as Olimpíadas

Danilo Pimentel treina em Portugal para tentar garantir medalha para o Brasil

Mais uma aposta para as Olimpíadas Rio 2016 é o belenense Danilo Pimentel, 30 anos, que faz parte da Seleção Brasileira de Triatlo. Ele mora há seis anos em Campinas, interior de São Paulo, mas voltou para Portugal, onde treina para as Olimpíadas. Hoje, Danilo possui a 3ª posição no Ranking Brasileiro e 79ª vaga olímpica dos jogos do Rio 2016.

Danilo afirmou que os 30 anos são a idade auge no triátlon, quando os maiores vencedores ganharam as olimpíadas. “Nas próximas olimpíadas, vou ter 30 anos. Estou treinando e me esforçando muito para isso”, contou. Representar o Brasil, para mim, é um grande prazer. Estar entre os melhores do país e defendendo a pátria com certeza é a realização de um sonho. Demonstro que todo o trabalho está gerando efeito. O plano é continuar assim, pois espero estar representando o Brasil nas próximas olimpíadas”, finalizou.

A mãe de Danilo, a advogada Maura Pimentel, conta que o filho abriu mão de muita coisa para se dedicar ao esporte, até mesmo da faculdade de Direito, mas recebeu o apoio da família. Ela conta que foi uma decisão difícil na época, “mas demos o nosso apoio porque é isso que ele ama fazer. Hoje meu filho está feliz na área que escolheu e tem trazido orgulho para todos nós. Acredito que a trajetória dele no triatlo vai entrar para a história, não somente do Pará, mas do nosso Brasil”, aposta.

Campeão da Copa Brasil de Sprint Triathlon de 2011
Campeão da Copa Brasil de Sprint Triathlon de 2011

Danilo já conquistou os títulos de campeão sub 23 sul-americano em La Paz, Argentina, em 2009, e o vice geral. Foi também campeão da Copa Pan-Americana 2006, em Vina Del Mar, e vice-campeão da Copa Pan-Americana de Playas, no Equador, em 2009.

O ano de 2015 não foi o esperado para Danilo. Ele afirmou que houve provas em que ficou feliz, como a WTS Edmonton e algumas outras. Porém, em nível de condicionamento, ele se sentiu forte. “Foi uma temporada que consegui treinar totalmente sem problemas de saúde ou acidentes. Tive grandes ganhos e experiências com outros atletas, aprendi a confiar mais em mim  e a perceber o que posso fazer e ter plena consciência disso”, avaliou. Danilo conta que já se sente cobrado por representar a seleção. “Mas considero como positiva, gosto de representar meu país e poder lutar com os atletas de outros países dando o melhor de mim”, disse.

Agora é treinar e manter o foco.

Principais conquistas na carreira:

Campeão sul-americano sub-23 (09)

Bicampeão brasileiro sub-23 (06 e 08)

Campeão da copa pan-americana (06)

Campeão (sprint) brasileiro (11)

Vice-campeão brasileiro (12)

5º colocado na etapa de Huatulco da Copa do Mundo (13)

Em 2012 ganhou medalha de bronze na Copa Pan-Americana e em 2014

Conquistou a terceira colocação na Continental Cup Agadir (Marrocos) e Challeng Brasil

 

(*) Publicado originalmente na edição 170 da Revista Pará+.

COMPARTILHAR