Encontro da Unesco tem grande show e evento gastronômico no Portal

730x250

O Encontro Mundial das Cidades Criativas da Gastronomia, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que está sendo realizado em Belém desde o último dia 7, teve uma noite de festa e cultura nessa sexta-feira (10), no Portal da Amazônia. O evento, que contou com a presença de um grande público, teve os Festivais do Açaí e das Tacacazeiras, a Feira Gastronômica Popular e shows de Fafá de Belém, Pinduca e o Baile do Mestre Cupijó. Anita Pires é representante da Unesco em Florianópolis. Ela explica que o objetivo é promover intercâmbios, troca de experiências e pela primeira vez é realizado fora da Ásia ou da Europa. “É um fato histórico, tivemos uma visão do que é a Amazônia e da importância desta biodiversidade para o mundo, no que diz respeito a gastronomia. Foi surpreendente”, comentou. “Todos os temperos que existem aqui, todos os sabores, todas as folhas, frutos e raízes. Tudo isso é um paraíso para os chefs”, destacou. Florianópolis, assim como Belém, também está incluída no rol das cidades criativas da gastronomia no mundo. A chef Bel Hagemann está participando do encontro e se mostrou surpresa com tanta diversidade cultural que adquiriu nestes dias. “Nós estamos no mesmo país e somos tão diferentes, o jambu foi o ingrediente que mais me surpreendeu. “Estou levando Belém na mala”, ressaltou. Regional – A realização do IV Festival do Açaí, dentro da programação do Encontro, tem a coordenação da Secretaria Municipal de Economia (Secon), em parceria com a Associação dos Vendedores Artesanais de Açaí (Avabel). O festival visou divulgar e valorizar o patrimônio cultural e gastronômico de Belém, especificamente o açaí, demonstrando ao público a forma correta de manipulação do fruto e proporcionando a geração de trabalho e renda para município. O público desfrutou de várias opções de comidas à base de açaí, além de conhecer de perto a forma correta da manipulação do fruto, com a demonstração no food truck do Heron. Já o Festival das Tacacazeiras contou com doze barracas. Além disso, o evento contará com dezenas de barracas com pratos típicos na Feira Gastronômica Popular. O comerciante Flávio Santos, 41 anos, foi até o evento e aprovou todas as iguarias que viu. “Tudo delicioso, principalmente o tacacá”, comentou. Outra grande participação nesta festividade de encerramento foi das merendeiras da rede municipal de ensino premiadas no concurso “Melhores Receitas da Alimentação Escolar”, promovido pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento (FNDE). A merendeira Maria Cláudia Ferreira, 46 anos, da Escola Municipal José Alves Cunha, do bairro do Tapanã, venceu a etapa nacional do concursoM, com a receita do macarrão paraense. “Eu crio pratos para alimentar as crianças e faço com amor. Esta é uma grande oportunidade de mostrar ao público e aos chefs de fora o nosso conhecimento”, falou.
Agência Pará de Notícias

COMPARTILHAR