Emenda parlamentar direciona recursos para o Ophir Loyola

730x250

O Hospital Ophir Loyola vai ser beneficiado com emenda parlamentar compartilhada para a aquisição de material médico-hospitalar em favor do serviço de cirurgia torácica. A proposta dos deputados da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) visa a liberação de recursos na ordem de R$ 546 mil reais para o hospital. Na manhã desta quarta-feira (20), o  deputado Eduardo Costa visitou o hospital para tratar do assunto. Os deputados estaduais que assinaram a emenda compartilhada foram Eduardo Costa (PTB), Márcio Miranda (DEM), Antônio Tonheiro (PDT), Chicão (PMDB), João Chamom (PMDB), Martinho Carmona (PMDB), Cilene Couto (PSDB), Milton Campos (PSDB), Eliane Lima (PSDB), Coronel Neil (PSD), Júnior Hage (PSD), Divino (PRB), Dr. Jaques Neves (PSC), Fernando Coimbra (PSL), Renato Ogawa (PR),  Thiago Araújo ( PPS), Raimundo Belo ( PROS), Soldado Tércio (PROS) e Lélio Costa (PCdoB).  Além da oncologia, principal vocação, o Ophir Loyola é referência em neurocirurgia, nefrologia e transplantes. O diretor-geral do HOL, Luiz Claudio Chaves, explica que muitos serviços foram reorganizados com a saída e independência do Hospital Jean Bitar e do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo. “Configurou-se um novo perfil assistencial que passa por aperfeiçoamento neste último ano para a ampliação da oferta aos pacientes e serão entregues vários novos serviços. A divulgação desse novo perfil e o conhecimento dos serviços realizados aqui devem ser amplamente divulgados para a sociedade”, afirmou Luiz Cláudio Chaves. Ainda segundo ele, o hospital está também em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) para restabelecer todos os fluxos de acessibilidade dos novos exames para a população e, em breve, uma série de novos produtos serão ofertados ao cidadão paraense, com finalidade maior dentro das áreas de atuação hospitalar. Objetivo – O especialista Augusto Sales destaca que após a entrega do equipamento, a cirurgia por videotoracoscopia será realizada com a máxima preservação da estrutura do corpo do paciente e trará muitos benefícios pós-operatórios. “Esse procedimento cirúrgico minimamente invasivo é realizado por meio de pequenas incisões, portanto diminui o risco de infecção em comparação com a cirurgia aberta do tórax (convencional), reduz o tempo de permanência, dor pós-operatória e proporciona um resultado estético muito melhor do que uma cirurgia de grande porte”. O deputado Eduardo Costa explicou que, após receber a solicitação do Serviço de Cirurgia Torácica do Ophir Loyola, houve a mobilização de cada parlamentar envolvido para viabilização de uma emenda compartilhada. “É motivo de satisfação para os deputados conseguir esse recurso para a instituição. A emenda já está à disposição do hospital para a compra de uma torre de vídeo e materiais para a realização da toracotomia laparoscópica, uma cirurgia de alta complexidade que é realizada em grandes centros hospitalares, que é difícil de ser disponibilizada para os pacientes mais carentes. Já foi aderida uma ata de preço para ser realizada a compra desse equipamento de forma mais ágil, assim que tiver tudo finalizado, nós viremos fazer a entrega oficial para o serviço”, disse.
Agência Pará de Notícias

COMPARTILHAR