Crednorte alcança mais de 70% dos funcionários da MRN

Por: paracooperativo.coop.br

 

Em Porto Trombetas, dos 1.400 funcionários da empresa Mineração Rio do Norte, 1.007 são cooperados em uma das mais tradicionais cooperativas do Pará, a Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Empregados da Mineração Rio do Norte S.A (Crednorte). Com a marca de 71, 9% dos funcionários da mineradora como associados, a Crednorte chega aos 35 anos de atuação com um capital social de R$14 milhões e uma referência em relacionamento com os cooperados em todo o Estado. A data não poderia passar em branco e a cooperativa aproveitou para reunir cooperados, ex-presidentes, ex-funcionários e parceiros para comemorar um ano emblemático. A festa ocorreu no dia 28 de setembro na sede social de Porto Trombetas, distrito do município de Oriximiná, região oeste do Pará.

 

A ex-colaboradora e agora empresária, Rogéria Pantoja, trabalhou durante 24 anos na Crednorte. Era quem atendia os cooperados, liberava empréstimos e dizia os temidos “não”. “Em determinadas ocasiões, a gente tinha que negar algum empréstimo porque a situação financeira do cooperado não era muito favorável, mas também procurávamos orientá-los sobre como proceder, como reorganizar o orçamento. Por vezes, era necessário só um pouquinho de paciência. A maioria entendia e depois me encontrava e dizia que ‘foi o melhor mesmo naquela hora e que o problema já estava resolvido’. A cooperativa tem esse papel social e educacional muito forte. Nós conhecemos cada cooperado, sabemos a história de cada um, suas necessidades, sonhos e anseios”, contou.

 

Dos sete princípios do cooperativismo, dois estão ligados diretamente à educação financeira: o 5º Princípio – Educação, Formação e Informação, e o 6º Princípio: Interesse pela comunidade. Embora as cooperativas de crédito tenham por objetivo disponibilizar crédito aos associados, com base na educação financeira é possível acessar uma linha de crédito, um empréstimo, de maneira planejada, dentro do orçamento doméstico e realizar muitos sonhos e desejos, como a compra da casa própria, um curso para os filhos no exterior ou uma viagem em família. A cooperativa também pode ajudar na quitação de um empréstimo tomado em uma instituição bancária convencional por oferecer juros mais baixos que os bancos.

 

 

“A Crednorte é uma cooperativa que está no coração de todos. Somos realmente uma família e sabemos o papel que a cooperativa possui na vida de cada um dos cooperados”, enfatizou Maria Zilma Viana, analista de controle pleno da Crednorte.

 

Apesar do número expressivo de mais de mil cooperados, em 1983, o cenário era bem diferente. “Éramos apenas 30 cooperados naquela época. Não tínhamos o dinheiro necessário para abrir a cooperativa e procuramos a MRN para nos ajudar. Exatamente um mês depois, quitamos a dívida. A MRN sempre acreditou no poder de organização, equilíbrio e bem-estar que a cooperativa promove aqui em Porto Trombetas”, explicou Alexandre Cordeiro, presidente da Crednorte.

 

 

“O que nós queríamos de verdade é ter mais autonomia para as nossas realizações. Na época, não tinha agência bancária em Porto Trombetas. Precisamos alcançar nossos sonhos, atender as demandas da família e o cooperativismo nos deu essa oportunidade. O mais gratificante para nós é vermos o crescimento dos nossos cooperados, não só na questão material, mas também na questão coletiva, social, pensando de maneira integrada – cooperativista. Realmente, sabemos que juntos somos mais fortes”, enfatizou Ana Maria Vieira, primeira presidente mulher da Crednorte e primeira mulher conselheira do ramo crédito no Conselho de Administração do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado do Pará.

 

“A Crednorte é um exemplo para todos nós. É uma singular que alcançou um patamar de referência para todas as cooperativas, em especial para as de crédito. Uma raridade e um exemplo para o Brasil”, afirmou José Melo da Rocha, representante do Ramo Crédito do Sistema OCB/PA.

 

Brinde

 

Para comemorar todas essas conquistas, a cooperativa organizou uma festa com sorteio de brindes para os cooperados, com smart TV, geladeira e um baile aberto para a comunidade com uma das bandas mais tradicionais do Pará, a banda Sayonara. Foi um verdadeiro presente para Porto Trombetas.

 

“É um orgulho para nós do Sistema OCB/PA poder prestigiar um momento tão especial como este. Comemorar 35 anos de atuação não é fácil, ainda mais considerando a nossa economia tão insólita. Parabéns a todos que compõem a Crednorte!”, agradeceu o superintendente do Sistema OCB/PA, Júnior Serra.

 

 

COMPARTILHAR