Cooperativas ampliam mercado no Festival de Negócios

Por: paracooperativo.coop.br

Seja na base da produção alimentar ou fomentando o empreendedorismo através do crédito, a importância das cooperativas para a economia regional é cada vez maior. Essa relevância foi evidente no 2º Festival de Negócios promovido pelo Sebrae/PA em Castanhal, onde as singulares expositoras obtiveram bons resultados. O Sistema Sicoob, por exemplo, foi responsável pela liberação de R$ 600mil em rodadas de negócios. Representando o ramo Agro, participaram as cooperativas COOMAC de Curuçá e CASP, de Vigia em parceria com o Sistema OCB/PA.

 

O evento ocorreu no final de setembro em parceria com a Secretaria Municipal de Indústria, Comercio e Serviços, Secretaria de Cultura, Associação Comercial e Industrial de Castanhal e Sistema OCB/PA. Na programação, houve a exposição dos produtos de empresas e cooperativas, rodadas de negócio, capacitações e atrações culturais.

 

No total, o evento teve aproximadamente 10 mil visitantes, gerando mais de R$5 milhões em negócios para os 44 expositores. Foram R$ 3,4 milhões só em comercialização de produtos e serviços, R$ 957 mil em rodadas de negócios entre produtores rurais e atacarejos da região e R$ 600 mil em liberação de crédito. Ainda foram capacitados 40 produtores rurais em certificação orgânica e 35 empresas em “uso da internet para conquistar clientes”.

 

“Foi uma excelente oportunidade paras as cooperativas representarem o cooperativismo e fechar boas parcerias com empreendimentos locais, sejam supermercados, feiras ou restaurantes daquela micro região. O Sebrae/PA mais uma vez nos acionou a sermos parceiros, incentivando as cooperativas a participarem e evidenciando bastante o cooperativismo”, afirmou o gerente do Sistema OCB/PA, Vanderlande Rodrigues.

 

As cooperativas selecionadas já são atendidas com os programas do Sebrae/PA. A Cooperativa Mista Agroaquícola de Curuçá (COOMAC) possui uma variedade de produtos da área rural, tais como hortaliças, frutas e derivados da mandioca. Já a Cooperativa Agropecuária do Salgado Paraense (CASP) trabalha com laticínios verticalizados, produtos de qualidade registrados como artesanais pela Adepará.

 

“Nossos produtores de Curuçá têm muita produção e pouco publico. A participação deles foi importante para fecharem boas parcerias e escoar a produção, fortalecendo economia regional. A CASP também, apesar de ter um bom mercado, precisa ser mais conhecida, abrir novas fronteiras. Agradecemos o apoio do Sebrae/PA, que vem á fazendo trabalho forte com as cooperativas na perspectiva de novos negócios”, afirmou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

COMPARTILHAR