Cine Olympia tem mostra de filmes israelenses na programação de dezembro

Por: agenciabelem.com.br

O Cinema Olympia passa a exibir nesta sexta-feira, 1º, a Mostra de Cinema Israelense, que segue em cartaz até o dia 6 de dezembro, com cinco filmes, em uma promoção do Centro Israelita do Pará em parceria com o Cine Olympia. A Mostra tem curadoria do jornalista e crítico de cinema Ismaelino Pinto, e a entrada é gratuita. Na programação serão exibidos os filmes “Delicada Relação”, “A Banda”, “As Medusas”, “A Fogueira” e “O Décimo Homem”. Além da Mostra, entram em cartaz, ainda em dezembro, as produções “Os Doces Bárbaros”, “Uma Mulher Contra Hitler”, o projeto Cinema e Música – que vai exibir “Napoleão” -, o Festival OSGA de Vídeos Universitários, “Phoenix” e o clássico “A Felicidade Não se Compra”. Israel – A produção de filmes em Israel passou por grandes transformações desde seus primórdios, na década de 1950. As primeiras películas produzidas e dirigidas por israelenses eram do gênero heróico, tendência apresentada também pela literatura da época. Atualmente, os filmes são profundamente enraizados na experiência israelense, apresentando sobreviventes do Holocausto e seus filhos, sendo que as exportações cinematográficas aumentam anualmente, à proporção que mais e mais filmes produzidos em Israel fazem sucesso no exterior, e um maior número de co-produções são filmadas no País. Para Ismaelino Pinto, a Mostra é uma oportunidade de se conhecer o cinema israelense contemporâneo. “Os filmes que exibiremos este ano são centrados no Israel moderno, com assuntos e temas de uma sociedade moderna, levando em conta o diálogo com o atual, em temas que acabam sendo universais, ainda que Israel seja um país mais fechado”, enfatizou Ismaelino.   É o segundo ano consecutivo que o Olympia exibe a Mostra de Cinema Israelense. Abrindo a programação, na sexta-feira, 1º, às 18h30, será exibido o filme “Delicada Relação”, direção de Eytan Fox. Yossi é o comandante em um posto avançado do exército israelense e está apaixonado por seu subordinado, Lior. No entanto, a ambição de Yossi em seguir a carreira militar impede que os dois vivam esse romance abertamente. “A Banda”, direção de Eran Kolirin, é o filme de sábado, 2, às 17h30. A Banda Cerimonial da Polícia de Alexandria viaja do Egito para Israel, para tocar na inauguração de um centro cultural árabe. Após um mal-entendido no aeroporto, eles tomam o ônibus errado e se veem obrigados a passar a noite, sem dinheiro, numa comunidade isolada. No domingo, 3, às 17h30, será exibido “As Medusas”, direção de Shira Geffen e Etgar Keret. A trama acompanha três mulheres em Tel Aviv, cujas histórias se cruzam de forma a compor um retrato inusitado da vida moderna em Israel. Imagens poéticas desenham as conexões entre elas, que encontram consolo no mar. “A Fogueira”, direção de Joseph Cedar, é o filme de terça-feira, 5, às 18h30. Em Jerusalém, Rachel (Michaela Eshet), viúva há um ano, está inclinada a aceitar as propostas de encontros para achar um marido e fazer parte de um assentamento judaico. Dessa maneira, ela pensa em ter um bom lugar para criar uma família. O último filme da Mostra é “Décimo Homem”, direção de Daniel Burman, exibido na quarta-feira, 6, às 18h30. Ariel é um economista sem contato com a família há anos. Ao voltar ao lar para uma festividade, ele irá se surpreender com as diferenças entre sua nova vida e as antigas tradições dos seus parentes. Programação – Depois da Mostra de Cinema Israelense, a programação no Cine Olympia segue com a exibição, na quinta-feira, 7, às 18h30, do documentário “Os Doces Bárbaros”, direção de Jom Tob Azulay. O documentário registra a comemoração dos dez anos de carreira dos cantores baianos Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Gal Costa, quando formaram o grupo “Doces Bárbaros” e realizaram uma turnê comemorativa pelo Brasil. Na sexta-feira, 8, às 18h30, e no domingo, 10, às 17h30, será reprisado, a pedidos, o filme “Uma Mulher Contra Hitler”, direção de Marc Rothemund. Em 1943, Hitler marcha pela Europa em sua devastadora ofensiva. Em Munique, um grupo de jovens universitários apela para a resistência, e assim nasce o Rosa Branca, cuja única mulher que participa do grupo é Sophie Scholl.  A exibição tem apoio do Instituto Goethe/SP. O projeto Cinema e Música exibe, excepcionalmente, no sábado, dia 9, às 16 horas, o clássico do cinema mudo “Napoleão”, do ano de 1927, com direção Abel Gance. A trama mostra a intensa vida de Napoleão Bonaparte, desde a infância, quando já era estrategista, passando pela Córsega e a Revolução Francesa, até a triunfante invasão da Itália em 1796. A exibição tem acompanhamento, ao vivo, do pianista Paulo José Campos de Melo, em uma parceria do Cine Olympia e Fundação Carlos Gomes. No período de 12 a 17 de dezembro, a atração é o Festival OSGA de Vídeos Universitários, em uma promoção da Universidade da Amazônia (Unama), que exibe, em uma mostra competitiva, filmes que são produzidos por universitários de Belém e do Brasil. De terça a sexta-feira, sessão às 18h30, e sábado e domingo, às 17h30. O filme alemão “Phoenix”, direção de Christian Petzold, tem exibição de 19 a 30 de dezembro, exceto nos dias 22, 24 e 25. Uma sobrevivente de um campo de concentração nazista fica desfigurada enquanto estava presa. Irreconhecível após uma cirurgia de reconstrução, ela vaga por Berlim à procura de seu marido, e quando o encontra, faz uma péssima descoberta. A exibição tem apoio do Instituto Goethe/SP. Na programação de Natal do Cine Olympia, como tradicionalmente ocorre em todos os anos, será exibido o clássico “A Felicidade não se Compra, de Frank Capra, na sexta-feira, 22, às 18h30. Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar, em razão das maquinações do homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que um anjo, que espera há anos para ganhar asas, é mandado a Terra, para fazer George mudar de ideia, demonstrando a importância dele para todos. Serviço: Programação de dezembro no Cinema Olympia, de terça a sexta-feira, sessão às 18h30, sábados, domingos e feriados, sessão às 17h30.  O cinema fica na praça da República, sem número. Entrada gratuita para todas as exibições.
Agência Belém de Notícias

COMPARTILHAR