Cachoeira do Arari (PA) recebe ações de salvaguarda das Festividades do Glorioso São Sebastião

0
203

Folias, ladainhas, comidas típicas, procissões são alguns dos elementos que integram as Festividades do Glorioso São Sebastião, no Estado do Pará. Reconhecidos como Patrimônio Cultural do Brasil, os festejos em devoção a São Sebastião compõem o calendário de homenagens em agradecimento a milagres e graças alcançados em várias localidades da Região do Marajó e, em cada uma delas, apresentam suas especificidades. Desde 2013, quando foi registrada como Patrimônio Cultural do Brasil, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) atua em ações de salvaguarda da celebração.

Uma delas será no próximo dia 15 de fevereiro, na cidade de Cachoeira do Ariri, onde o Iphan-PA promove uma série de atividades, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult-PA) e as Secretarias de Educação e de Turismo e Cultura de Cachoeira do Arari. A programação começa às 15h, com a realização de uma roda de conversa sobre a salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial. Logo em seguida, às 17h, ocorre a mesa de lançamento do livro Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó, da série intitulada Minha História, Nossa Cultura, publicação realizada com a Imprensa Oficial do Estado do Pará. No mesmo dia, a partir das 19h30, acontece um sarau com a participação de artistas locais, onde será também realizada a entrega do título de Patrimônio Cultural do Brasil para a comunidade. Todas as atividades serão gratuitas e realizadas na Escola Municipal de Ensino Fundamental Adaltino Paraense, com o apoio da Irmandade dos Devotos do Glorioso São Sebastião de Cachoeira do Arari e do Museu do Marajó.

Celebração a São Sebastião

Considerada como peça fundamental para a construção e afirmação da identidade cultural marajoara, a devoção ao santo representa a diversidade e a singularidade da região, na forma como se estrutura e se desenvolve por meio de elementos próprios. As Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó foram registradas como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan em 2013, a pedido do Museu do Marajó, com apoio da Irmandade do São Glorioso São Sebastião de Cachoeira do Arari, e anuência de outros municípios da região. A manifestação cultural também é reconhecida como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Pará.

Em Cachoeira do Arari, a festividade é realizada há mais de 150 anos, sempre no período de 10 a 20 de janeiro, atraindo centenas de visitantes para as procissões, ladainhas, danças nos barracões, levantação do mastro e arraiás, além dos eventos esportivos, como a luta marajoara. Nos meses que precedem a festa, ocorrem as esmolações, com coleta de donativos para a realização dos festejos. Folias e ladainhas expressam o forte sentimento de fé da população local, mesclando elementos do catolicismo oficial com o popular, assim como com a pajelança cabocla.

Serviço:

Ações da salvaguarda das Festividades do Glorioso São Sebastião na região do Marajó

Data: 15 de fevereiro

Local: Escola Municipal de Ensino Fundamental Adaltino Paraense, Cachoeira do Arari/PA

Programação completa