Bombeiros iniciam olimpíada de doação de sangue para o Hemopa

0
198

Por: www.revistaamazonia.com.br

O Corpo de Bombeiros deu a largada para uma competição do bem nesta quinta-feira (14), com o início da “I Olimpíada da Vida – Bombeiro Sangue Bom”. A ação vai até o dia 20 deste mês e é realizada em parceria com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), para aumentar o estoque de sangue no período carnavalesco.

O chefe do Setor de Operação dos Bombeiros, capitão Nascimento, explica que os quartéis sempre promovem diversos torneios esportivos entre eles e, por isso, decidiram fazer uma competição diferente: de doação de sangue. “Estamos realizando este evento estrategicamente no período pré-carnaval, pois sabemos que há aumento no número de acidentes graves e, portanto, maior necessidade de transfusão de sangue”, disse.

Participam da gincana dez quartéis da Região Metropolitana de Belém, além das corporações de Abaetetuba, Altamira, Capanema, Castanhal, Marabá, Redenção, Santarém e Tucuruí, onde há unidade do Hemopa. No dia 22, os três quartéis que contabilizarem o maior número de doações irão receber um certificado como reconhecimento de quem salvou mais vidas.

Nascimento ressalta ainda que, como alguns quartéis ficam mais distantes, a exemplo de Mosqueiro, foram disponibilizados ônibus dos bombeiros para facilitar o deslocamento dos doadores. “Como é uma gincana, os próprios militares estão mobilizando familiares, amigos e vizinhos dos quartéis para doar também. Então, estamos muito esperançosos com o resultado da ação”, revela.

No Hemocentro Coordenador, em Belém, os militares estão fazendo a exposição de equipamentos de segurança, resgate e salvamento utilizados pela corporação. “Essa ação começou quando mandamos um ofício pedindo uma parceria e fomos prontamente atendimentos. A ideia de fazer a Gincana partiu dos Bombeiros e cadastramos um código para cada quartel participante”, afirma a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, Juciara Farias.

A gerente evidencia que, juntamente com a premiação dos quartéis vencedores, o Hemopa fará uma homenagem aos bombeiros. “Também no dia 22, vamos entregar um troféu para o comandante da corporação como forma de agradecimento pela realização da campanha que, com certeza, vai fazer toda a diferença na vida de muita gente que precisa de sangue”, pontuou Juciana.

Doações – O sargento Moreira foi o primeiro a doar sangue pela campanha em Belém. Ele atua no 1° Grupamento de Bombeiros Militar (1° GBM), localizado no bairro da Cremação. “Hoje eu vim para participar da exposição dos nossos equipamentos. Já sou doador de sangue, mas fazia tempo que não doava. Então, aproveitei para fazer minha solidariedade e participar da gincana também”.

Para ser um candidato à doação de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos (menores devem estar acompanhados do responsável legal), ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e portar documento de identificação oficial, original e com foto. “Precisamos da solidariedade das pessoas de forma permanente. Por isso, trabalhamos o ano todo e com diversas estratégias para fazer com que as pessoas tenham atitude, realmente se sintam preocupados com o próximo”, finaliza Juciara.

Serviço – A “I Olimpíada da Vida – Bombeiro Sangue Bom” segue até o dia 20 de fevereiro. As doações de sangue podem ser feitas no Hemocentro Coordenador e na Estação de Coleta Castanheira, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h30, e aos sábados, de 7h30 às 17h. Há ainda a Estação de Coleta Pátio Belém, que funciona de segunda a sexta-feira, de 10h às 17h. As doações também podem ser feitas nas unidades do Hemopa em Abaetetuba, Altamira, Capanema, Castanhal, Marabá, Redenção, Santarém e Tucuruí.