Aníbal Pacha lança livro no Amostraí do Casarão do Boneco

0
92

O AMOSTRAÍ de abril de 2019, dia 13, sábado, 18h, no Casarão do Boneco está imperdível. Além da programação cência , em que serão apresentadas três histórias: Trapo e Assucar em busca da sua origem.; O Mágico Piano de Cauda; e a Contração de História: A Cigarra e a Formig, haverá o lançamento de livro  “Pequenas histórias para pequenos grandes mundos de uma meninagem arteira”, de Aníbal Pacha.  O ingresso é pague quantopuder.

Um dos principais propósitos do Amostraí é dispor de momentos de convívios criativos pelo acontecimento das artes cênicas e de forma a não excluir ninguém. Pois então, está chegando um desses momentos, o segundo sábado de abril. Dia 13, vai ter o Amostraí, a mostra de espetáculos de teatro e contações de histórias do Casarão do Boneco.

Para iniciar, será realizado o lançamento do livro “Pequenas histórias para pequenos grandes mundos de uma Meninagem Arteira – exercícios e experimentações para o teatro de animação”, de Aníbal Pacha, que traz a experiência de artista, de pesquisador dos seus desejos, prazeres e alma, deixa a alma em devaneio como uma poética da ânima – termo também utilizado para a manipulação de objetos ou imprimir vida ao objeto inanimado – e expõe seu aprendizado como professor de teatro de animação. Chega às 18h, que acontecerá uma performance no lançamento.

“A carreira de professor me fez rever e desconstruir meus procedimentos, minhas metodologias, para alimentar o artista que sou; que quero ser. Meu estado é de jogo, atenção, aprendizado e busca”, diz ele.

Em seguida entra em cena a Companhia de Teatro Patchouli, com Assucena Pereira e Ruber Sarmento, que contam “Trapo e Assucar na busca de sua origem”. Os palhaços Assucar Mascavo e Trapo de Bunda Lascado da Silva se juntam na busca das suas origens e raízes que vem da África. Atrapalhados, procurando suas identidades, descobrem histórias do surgimento do mundo.

O grupo tem objetivo de levar arte para espaços alternativos e o teatro popular é a principal dos seus trabalhos, com traços do Teatro de Pássaro Junino, Teatro de Boi, Palhaçaria Popular e Contações de História, improvisação e o aprofundamento da atuação como veículo de expressão artística.

Logo em seguida, em uma terra onde dinheiro não traz a felicidade e só se conhece a tristeza, a chegada de um jovem forasteiro com seu piano de cauda, pode mudar tudo. Mas a ganância pode trazer sérias consequências. Inspirado na história do flautista mágico de Hamelin, o Grupo Folhas de Papel contará a história de um reino muito rico e muito infeliz, que a todo custo compra qualquer coisa que se pareça com felicidade. Aj Takashi e Tais Sawaki brincam de faz de conta em “O Mágico Piano de Cauda’’, com teatro de animação, palhaçaria e música.

Após um breve intervalo, tempo para mais um lanchinho, uma pipoca do seu Estevam ou da dona Estrela, uma visita na lojinha do casarão e a lojinha Dell’arte, será a vez da Companhia Cênica de Cínicos com “ContRação de Histórias: A Cigarra e a Formiga”.  Quem conduz a cena é Xirley Tão, uma persona de Adriano Furtado, que experimenta a diversidade poética, estética e cômica de uma Drag Queen em cena.

Marckson de Moraes, iluminador do grupo, comenta: “ContRação de Histórias é um espetáculo lúdico para todas as idades e baseado na dublagem de fábulas infantis populares em discos de vinil das décadas de 60, 70 e 80. Assistiremos uma das histórias do espetáculo “A Cigarra e a Formiga”. A Direção é da Companhia, a Sonoplastia é de Beto Benone e o Figurino, de Zezé Furtado.

O Amostraí também tem o propósito de arrecadar dinheiro para as contas do Casarão do BOneco, por isso o formato “Pague Quanto Puder”, uma maneira para que ele mesmo se mantenha funcionando, com contribuições espontâneas dos frequentadores. Do arrecadado no evento, partes iguais ficam para o Casarão e para os que apresentam suas cenas.

Além disso, de tudo que é vendido, de lanches e da lojinha Dell’arte, também tem partes que somam doações para a casa. O casarão de número 815 da avenida dezesseis de novembro, em Belém do Pará, foi construído em 1903 mas faz 15 anos como Casarão do Boneco em 2019. Está cada vez mais marcado pelo tempo, mas procura se manter em funcionamento e aberto à cidade.

É realizado colaborativamente por integrantes do coletivo e todo trabalho é voluntário. Esta edição tem produção da Nanan Falcão e Leonel Ferreira. Na equipe do dia estarão Adriana Cruz, Fafá Sobrinho, Cincinato Marques, Maurício Franco, Paulo Ricardo Nascimento. A montagem e operação técnica será de Thiago Ferradaes e Lucas Alberto.

Serviço

AMOSTRAÍ  no Casarão do Boneco (Av 16 de novembro, 815. Batista Campos. Belém-PA). Neste sábado, 13, às 18h. Ao sair, PAGUE QUANTO PUDER. Mais informações: Informações: 989231803 (Nanan Falcão) ou 991753114 (Leonel Ferreira). Chame também  983658581, no whatsapp.